sexta-feira, 18 de março de 2011

QUESTÃO DE PATENTES: Quadro Reivindicatório da BOLA DE GOLFE

Seu cliente do ramo de materiais esportivos procurou seu escritório para o registro de uma "BOLA DE GOLFE  ILUMINADA" para jogar à noite e localizar facilmente a bola. A invenção é mostrada nas figuras 2 e 3 abaixo. Na figura 1 o inventor mostrou uma bola de golfe similar que conhecia e também era iluminada por substâncias quimioluminescentes separadas em câmaras dentro da bola. Essa bola pode ser utilizada apenas uma vez e depois é descartada.



Legenda do desenho
6 - corpo da bola de golfe
8 - furo diametral
7 - bastão quimiluminescente
9 - abertura na superficie externa do corpo  da bola
10 - cápsula
11 - rosca interna no corpo da bola
12 -  rosca externa no bastão
13 - fenda
A invenção do seu cliente trata de uma bola de golfe 6 que é feita de material translúcido e tem um furo diametral 8 que pode ser obtido de diferentes maneiras, tal como perfuração ou durante a moldagem do corpo da bola de golfe. O furo 8 termina em uma abertura 9 na superfície externa da bola de golfe, de maneira que um bastão de luz quimioluminescente 7 pode ser inserido e removido.

O bastão quimiluminescente 7 compreende um tubo fechado em ambas as extremidades. O tubo é feito de um material plástico flexível e translúcido. O tubo contém um primeiro componente líquido quimiluminescente e uma cápsula 10. Para ativar o bastão de luz, a cápsula 10 deve ser quebrada. O bastão de luz 7 pode ser ativado dobrando-se o mesmo antes de encaixá-lo na bola ou pode ser ativado depois de ter sido encaixado, ao acertá-lo com um taco de golfe.
Como mostrado nas Figuras 2 e 3 acima o diâmetro do bastão de luz 7 é ligeiramente maior do que o diâmetro do furo diametral 8. Quando inserido através da abertura 9 para dentro do furo diametral 8, o bastão de luz 7 é pressionado contra as paredes do furo, ficando retido por meio de fixação por interferência. Como mostrado, o furo diametral é cilíndrico, mas pode compreender uma porção cônica (não mostrada nas figuras) de modo a manter a fixação por interferência. Em ambos os casos, o furo diametral 8 é um furo passante, visando facilitar a remoção de um bastão já exaurido. 
A invenção também inclui outras possibilidades além da fixação por interferência para reter o bastão de luz no furo diametral. Um exemplo é mostrado nas Figs. 4 e 5. Neste segundo modo da invenção, o corpo da bola de golfe 6 é provido com uma rosca interna 11 que se estende por uma porção do furo diametral e o bastão de luz 7 apresenta uma rosca externa correspondente 12. O bastão de luz 7 também apresenta uma fenda 13, que pode ser engatada por uma chave ou uma moeda, para rosquear e desrosquear o bastão de luz 7.  Conforme a Fig. 5, o furo diametral nesse caso é um furo cego. Alternativamente o furo diametral pode ser um furo passante.
Além de ser mais fácil de se fabricar, a bola da invenção tem a vantagem de impedir que a sujeira e a umidade entrem na bola de golfe.
Nos ensaios em laboratório mostraram que ela tem um peso de 1,62 onças (1.6201 oz) e um diâmetro de 42,67 mm, para cumprir as regras de golfe da United States Golf Association, bem como as regras do Royal and Ancient Golf Club of St. Andrews relativas ao peso e dimensões.

Seu escritório encontrou os seguintes documentos no estado da técnica até a presente data:
Documento 1:
Apresenta uma bola (Fig. 1) de golf  iluminada por um circuito elétrico que é ativado ao retirar uma agulha inserida na bola. Ao acabar a bateria a bola deixa de emitir luz.
Apresenta também outra bola de golg (fig 2) que utiliza substâncias quimioluminescentes dispostas em uma cavidade central. As substâncias são misturadas com o impacto na bola e emitem luz por um determinado tempo.
Documento 2:
Apresenta um disco de hoquei com bastão quimioluminiscente que é introduzido às metades do disco e com o impacto sofrido pelo disco, misturam-se as substâncias presentes no bastão e assim o disco emite luz por determinado tempo.




Questão 1 - Com base no exposto acima apresente o quadro reivindicatório da invenção do seu cliente, levando em conta  as anterioridades citadas para ser apresentado junto ao pedido de patente de invenção.

6 comentários:

  1. REIVINDICAÇÕES


    1 – BOLA DE GOLFE ILUMINADA COMPREENDENDO UMA BOLA DE GOLF (109) COM SUBSTÂNCIAS QUIMIOLUMINECENTES INTERNAS QUE EMITEM LUZ TEMPO (113), CARACTERIZADO POR ESTAR DISPOSTAS EM UMA CAVIDADE CENTRAL (111).

    2- BOLA DE GOLFE ILUMINADA COMPREENDENDO UMA BOLA DE GOLFE (101), CARACTERIZADO POR UM CIRCUITO ELÉTRICO QUE A ILUMINA (104) E (105).

    3 – BOLA DE GOLFE ILUMINADA DE ACORDO COM A REIVINDICAÇÃO 1, CARACTERIZADO POR AS SUBSTÂNCIAS QUIMIOLUNECENTES INTERNAS (112) E (113) SEREM MISTURASDAS ATRAVÉS DO IMPACTO TACO NA BOLA.

    4 – BOLA DE GOLFE ILUMINADA DE ACORDO COM A REIVINDICAÇÃO 2, CARACTERIZADO PELO CIRCUITO ELETRICO (104) E (105) SER ATIVADO PELA RETIRADA DE UMA AGULHA (102) ILUMINANDO A BOLA DE GOLFE (101).

    Obs.: A patente acima é composta por duas reividincações independentes ou principais e duas reivindicações dependentes.

    Abraços,

    Vinícius Oliveira

    ResponderExcluir
  2. Vinícius,
    Boa tarde.
    Comentário do Título.
    O título da invenção é difícil de fazer. Acho que esse que eu coloquei também não está bom. "bola de golfe iluminada". Pois a bola é iluminada por um bastão que pode ser trocado. O fato do bastão ser trocável é a grande diferença, pois não se perde a bola quando a luz cessa.
    Preste bastante atenção ao por o título da patente ou mu em sua invenção e reivindicação.
    Um abraço,
    Paula

    ResponderExcluir
  3. Vinícius,
    Comentário: itens na reivindicação principal
    Nas reivindicações fica mais fácil colocar menção aos números das figuras da invenção e não do estado da arte. Nesse caso são as figuras 2, 3, 4 e 5.
    Observe que os números vão até 13.
    Acho nesse caso interessante colocar na reivindicação principal ou independente o bastão (7) e o furo na bola (8).
    Um abraço,
    Paula

    ResponderExcluir
  4. Vinícius,
    Ainda na reivindicação 1 gostei que você fez um preâmbulo com o estado da técnica antes do caracterizado por. Acho que isso vai ser cobrado na prova, pois no curso que eu fiz no INPI eles pediam para fazer esse PREÂMBULO. Quando escrevi essa reivindicação eu inclui que as bolas do estado da técnica eram feitas de material translúcido (para que a luz não fosse bloqueada). Acho que todas eram.
    Talvez tenha até outras características comuns à bola da invenção e do estado da técnica que dê pra colocar nesse preâmbulo. Ainda não percebi.
    Abraço,
    Paula

    ResponderExcluir
  5. As reivindicações 2, 3 e 4 estão reivindicando matéria já mostrada no estado da técnica, então não são válidas.
    Sugiro fazer uma reivindicação dependente da 1 falando da troca do bastão e outra falando que o bastão pode ser com rosca.
    Ah! Podemos por entre aspas o título da invenção citado na reivindicação e também sublinhar o caracterizado por - dando ênfase no texto que vem em seguida.
    Na prova isso vai ajudar:

    "TÍTULO" + PREÂMBULO + caracterizado por + parte caracterizante

    Um abraço,
    Paula

    Um grande abraço,
    Paula

    ResponderExcluir
  6. Acho que o Vinicius se confundiu e fez revindicaçoes pra bola do documento 1.

    Como podemos caracterizar este objeto pelo fato bo bastao ser trocado sem colocar trecho explicativo?

    ResponderExcluir