segunda-feira, 21 de junho de 2010

Viagra já pode ter concorrentes


Caiu oficialmente no domingo de ontem a patente do Viagra, nome comercial do sildenafil, medicamento usado no tratamento da disfunção erétil. A quebra da patente significa que mais laboratórios farmacêuticos poderão fabricar o remédio.Em Ribeirão Preto, o medicamento já é encontrado pela metade do preço, desde que a fabricante Pfizer decidiu reduzir os valores. A tendência é de que os preços devem cair ainda mais.
De acordo com a técnica em farmácia da Droga Exxa, Adriana Guimarães, com o anúncio da quebra da patente, muitas pessoas procuraram o medicamento durante a última semana."A procura foi tão grande que nosso estoque acabou, e agora vamos receber só na semana que vem", diz ela.
Após o anúncio, a Pfizer, até então a única fabricante do medicamento, resolveu baixar em cerca de 50% o preço do Viagra, já que sabe que pode perder mercado a partir da entrada de genéricos do sildenafil.
Concorrência
A tendência é de que a quebra acirre a concorrência entre as indústrias farmacêuticas. O que resultará em preços mais acessíveis para a população que necessita do tratamento.O laboratório brasileiro EMS já conseguiu a licença da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para produzir um genérico do Viagra.A empresa pretende conquistar 50% do mercado no primeiro ano de comercialização. Outras quatro empresas solicitaram a licença.
Fonte: http://www.jornalacidade.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário