quarta-feira, 30 de junho de 2010

Pedras decorativas pedem registro de Denominação de Origem no INPI


Três pedidos de Indicação Geográfica (IG), na modalidade Denominação de Origem (DO), foram depositados no INPI ontem, dia 23 de junho: Região Pedra Carijó-Paduana; Região Pedra Madeira-Paduana; Região Pedra Cinza-Paduana. As pedras, utilizadas para revestimento, são produzidas em três áreas do Noroeste Fluminense, estudadas e delimitadas pelo Departamento de Recursos Minerais do Rio de Janeiro (DRM-RJ). No total, a região possui cerca de 170 produtoras, incluindo desde a extração até o beneficiamento do produto.
Segundo João Batista Lopes, Presidente do Sindicato de Extração e Aparelhamento de Ganaisses no Noroeste do Estado do RJ, o pedido de IG é importante porque “além da identificação legal da pedra, valoriza o produto no mercado interno e externo”. Atualmente, as pedras já são exportadas para outros países da América do Sul, Estados Unidos, Europa e México. Além do Presidente do Sindicato, estiveram presentes no momento do depósito do pedido no INPI mais dois representantes do Sindicato, representantes do DRM-RJ, consultores do Sebrae e da Redetec (Rede de Tecnologia do Rio de Janeiro). Os pedidos, que envolveram todas estas instituições, levaram cerca de dois anos para ficarem prontos.
De acordo com a Coordenação-Geral de Outros Serviços da Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros, área responsável pelo serviço de Indicação Geográfica  no INPI, tem crescido o interesse pelo serviço de Indicações Geográficas: desde 2008, o número de pedidos tem aumentado, sendo que em 2010 este já é o quarto depósito.
Fonte: http://www.inpi.gov.br/noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário