quarta-feira, 26 de maio de 2010

A comercialização dos produtos do "Vale da Seda" no Paraná será feita com a utilização de etiqueta de indicação geográfica


O Projeto Vale da Seda, que envolve 29 municípios do Setentrião Paranaense, está presente na Expoingá 2010. A região é considerada a maior produtora de casulo de bicho da seda do Ocidente. De acordo com o idealizador do projeto, João Berdu, o objetivo de participar da Expoingá é divulgar a seda pura produzida na região. “Muitos conhecem como seda, um tecido sintético. No nosso estande é possível ver a diferença dos tecidos”.

Berdu esclarece que a comercialização dos produtos de seda da região será feita com a utilização de etiqueta de indicação geográfica Vale da Seda, que garantirá qualidade, composição e origem dos produtos. “Atualmente o casulo produzido na região é fiado na cidade de Londrina e 95% são exportados para Japão e Europa como fios de seda crua, matéria-prima com baixo valor agregado”, explica Berdu, que tem hoje a empresa Bisa Overseas na Incubadora Tecnológica da Maringá.

A empresa está em fase de incubação para testar mercado e tecnologia. “Queremos ampliar o beneficiamento do fio de seda no Brasil, que hoje representa apenas 5% do que é produzido. Espero beneficiar 1,5 mil quilos de fio por mês, o que equivale a 2% da nossa produção. Esse tecido irá abastecer o mercado têxtil interno, em especial, as indústrias da nossa região”.



Na ExpoingáSegundo Berdu, vários tecidos estão expostos, todos produzidos a partir de casulos da região e fiados em Londrina. Estão sendo apresentados mais de 50 tipos de tecidos estampados com preços promocionais, abaixo do custo de produção. O estande do Projeto Vale da Seda está no Pavilhão Azul do parque de exposições.

O lançamento do projeto aconteceu nesta terça-feira, na Expoingá. O evento contou com a presença de prefeitos, secretários municipais e lideranças políticas da região. Na ocasião foi realizada ainda a palestra “Vale da Seda: geração de emprego e renda no setentrião paranaense”, promovida pela Incubadora Tecnológica de Maringá, com apoio da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), Banco do Brasil, Emater, Sebrae e Sociedade Rural de Maringá.

Fonte: http://www.paranashop.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário