segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Biotecnologia: indústria tenta se consolidar no Brasil


Criação de entidade que reúna empresas do setor é a estratégia para ganhar visibilidade O convite para o que presidente da Biotechnology Industry Organization (BIO) visite o Sambódromo é uma peça da estratégia de consolidação da indústria de biotecnologia do país.
A própria BIO - entidade que reúne mais de mil empresas em solo americano - é um exemplo da estrutura que se deseja criar no país. "Queremos crescer e reunir as empresas do país em uma rede de negócios, tal como é feito por lá", confirma Eduardo Giacomazzi, executivo-chefe da BrBiotec, a organização que representa o segmento nacional.
O objetivo é passar das cerca de 30 companhias que já fazem parte do órgão para 50 até o final deste ano. Além de gerar maior visibilidade, o objetivo também é que as visitas estrangeiras - que incluirão dirigentes da consultoria americana M-CAM, que atua na área de inovação, e representantes da área de crédito do Banco Mundial - abram novas oportunidades de negócios. "Também queremos criar uma agenda completa de eventos e negócios para congregar tudo o que se faz em biotecnologia no país", diz Giacomazzi.
A idéia é, durante o primeiro semestre, focar as ações na divulgação do segmento, para no segundo semestre concentrar os esforços em feiras e rodadas de negócios. Reunindo setores como os biocombustíveis, saúde, agricultura e Meio Ambiente, o mercado nacional é estimado em cerca de US$ 10 bilhões pela Bio-Rio. A Política Nacional de Biotecnologia, lançada em 2007, prevê a transformação do Brasil num dos cinco maiores pólos mundiais do setor até 2015.
Uma das armas na divulgação dos produtos brasileiros é o lançamento do selo da BrBiotec, uma marca que será colocada nos produtos brasileiros que serão exportados, com o objetivo de garantir uma imagem unificada para as vendas brasileiras.
O lançamento nacional do selo será em abril, enquanto a estréia mundial da nova marca vai acontecer durante a BIO Convention-o maior evento global de biotecnologia -, que acontece em maio na cidade americana de Chicago. "Vamos ainda organizar um evento do setor por aqui, para trazer compradores internacionais", finaliza o diretor da instituição.
Fonte: Jornal da Ciência - (Marcelo Cabral)-(Brasil Econômico, 9/2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário